Língua Portuguesa - COCORDÂNCIA VERBAL

          

 

 

 


 
CONCORDÂNCIA VERBAL

 

Concordância verbal é a adequação do verbo ao seu sujeito.

Ex.: Ela fumava um cigarro após o outro.

Casos de concordância verbal:


1) CONCORDÂNCIA VERBAL SUJEITO SIMPLES

Regra geral: o verbo concorda com o sujeito em número e pessoa.

Ex.: Nós sabemos de tudo .

Casos especiais:
a) CONCORDÂNCIA VERBAL O sujeito é um coletivo- o verbo fica no singular.

Ex.:A multidão gritou pelo maracanã.
* Se o coletivo vier determinado poderá ocorrer o plural:

Ex: A multidão de torcedores gritaram pelo maracanã;

b) Coletivos partitivos (a maior parte, maioria, etc.) – o verbo fica no singular ou vai para o plural.

Ex.: A maior parte dos convidados foi embora./ A maior parte dos convidados foram embora.

c) CONCORDÂNCIA VERBAL: Pronome de tratamento- Quando o sujeito é um pronome de tratamento o verbo fica sempre na 3ª pessoa (do singular ou do plural).

Ex.: Vossa Alteza quer que eles saiam?./ Vossas Altezas querem que eles saiam?.

d) Pronome relativo que – o verbo concorda com o antecedente do pronome.

Ex.: Fui eu que sofri por isso./ Fomos nós que sofremos com isso.

e) Pronome relativo quem- o verbo pode ficar na 3ª pessoa do singular ou concordar com o antecedente do pronome.

Ex.: Fui eu quem sofreu com isso./ Fui eu quem sofri com isso.

f) CONCORDÂNCIA VERBAL: Alguns de nós, poucos de vós.- Com tais expressões o verbo poderá concordar com o pronome interrogativo ou indefinido ou com o pronome pessoal (nós ou vós).

Ex.: Quais de vós terão saudades de mim?/ Quais de vós tereis saudades de mim?

g) Com nomes que só aparecem no plural- se o sujeito não vier precedido de artigo, o verbo ficará no singular. Caso venha antecipado de artigo, o verbo concordará com o artigo.

Ex.: Férias faz bem/ As férias fazem bem.

h) mais de um, menos de dois – o verbo concorda com o numeral que segue tais expressões.

Ex.: Mais de um aluno faltou à aula./ Mais de dois alunos faltaram à aula.

i) a maioria, a maior parte, grande parte - o verbo poderá ser usado no singular ( concordância preferencial) ou ir para o plural:.Ex.: A maioria dos calouros recebeu trote./ A maioria dos calouros receberam trote.

2) CONCORDÂNCIA VERBAL SUJEITO COMPOSTO

a) o verbo vai para o plural:

Exemplo: Homens e mulheres são iguais perante a lei.

b) o verbo poderá ficar no singular quando os núcleos do sujeito forem sinônimos ou muito semelhantes:

Exemplo: Amabilidade e gentileza é algo raro nos tempos atuais.

c) o verbo poderá ficar no singular quando os núcleos estiverem em gradação:
Exemplo: Uma ponta de mal estar, uma angústia, um desespero terrível o abateu.

d) o verbo poderá ficar no singular quando os núcleos aparecem resumidos por tudo, nada, ninguém:

Exemplo: Plano inicial, plano b, tentativas desesperadas, tudo falhou.

3. CONCORDÂNCIA VERBAL SUJEITO COMPOSTO POSPOSTO

a) o verbo vai para o plural
Vieram bem cedo os jornais e o panfleto.

b) o verbo concorda com o núcleo mais próximo
Vieram bem cedo o jornal e o panfleto. .

4. CONCORDÂNCIA VERBAL sujeito composto por pessoas diferentes

a) quando aparece a 1ª pessoa do singular o verbo vai para o plural

Exemplo: Maria e eu chegaremos amanhã.

b) se o sujeito for formado de segunda e terceira pessoas do singular, o verbo pode ir para a 2ª ou 3ª pessoa do plural.

Exemplo: Tu e ele ficareis ricos.

5. núcleos do sujeito ligados por OU

a) Havendo idéia de exclusão ou retificação, o verbo fica no singular ou concordará com o núcleo do sujeito mais próximo.

Exemplo: Jonas ou ´Paulo será o novo governador.

b)Não havendo idéia de exclusão o verbo vai para o plural.

Exemplo: As noitadas ou o bebida são prejudiciais à saúde.

6. núcleos do sujeito ligados por COM

a) O verbo irá para o plural, mas admite-se o singular quando se quer destacar o primeiro núcleo do sujeito.

Exemplo: O menino com o pai fizeram o serviço completo.


b) Os núcleos do sujeito estão coordenados assindeticamente ou ligados por e - o verbo concordará com os dois núcleos.

Ex.: A formiguinha e a cigarra fizeram as pazes .

c) Os núcleos do sujeito são sinônimos (ou quase) e estão no singular - o verbo poderá ficar no plural (concordância lógica) ou no singular (concordância atrativa).

Ex.: A angústia e ansiedade não o ajudavam a se concentrar./ A angústia e ansiedade não o ajudava a se concentrar.


d) Quando há gradação entre os núcleos- o verbo pode concordar com todos os núcleos (lógica) ou apenas com o núcleo mais próximo.

Ex.: Uma palavra, um gesto, um olhar bastavam./ Uma palavra, um gesto, um olhar bastava.


e) Quando os sujeitos forem resumidos por nada, tudo, ninguém... - o verbo concorda com o aposto resumidor.

Ex.: Os pedidos, as súplicas, o desespero, nada o comoveu.


f) Quando o sujeito for constituído pelas expressões um e outro, nem um nem outro...- o verbo poderá ficar no singular ou no plural.

Ex.: Um e outro já veio./ Um e outro já vieram.


g) Quando os núcleos do sujeito estiverem ligados por ou- o verbo irá para o singular quando a idéia for de exclusão e plural quando for de inclusão.

Ex.: Pedro ou Antônio ganhará o prêmio. (exclusão)


h) Quando os sujeitos estiverem ligados pelas séries correlativas (tanto...como/ assim...como/ não só...mas também, etc.) - o mais comum é o verbo ir para o plural, embora o singular seja aceitável se os núcleos estiverem no singular.

Ex.: Tanto Erundina quanto Collor perderam as eleições municipais em São Paulo./ Tanto Erundina quanto Collor perdeu as eleições municipais em São Paulo.


CONCORDÂNCIA VERBAL - OUTROS CASOS

1) Partícula SE:

a- Partícula apassivadora: o verbo ( transitivo direto) concordará com o sujeito passivo.

Ex.: Vende-se carro./ Vendem-se carros.

b- Índice de indeterminação do sujeito: o verbo (transitivo indireto) ficará obrigatoriamente no singular.

Ex.: Precisa-se de secretárias.

Confia-se em pessoas honestas.

2) Verbos impessoais

São aqueles que não possuem sujeito, ficarão sempre na 3ª pessoa do singular.

Ex.: Havia sérios problemas na cidade.

Fazia quinze anos que ele havia parado de estudar.
Deve haver sérios problemas na cidade.
Vai fazer quinze anos que ele parou de estudar.

3) Verbos dar, bater e soar:

Quando usados na indicação de horas, têm sujeito (relógio, hora, horas, badaladas...) e com ele devem concordar.

Ex.: O relógio deu duas horas.

Deram duas horas no relógio da estação.
Deu uma hora no relógio da estação.
O sino da igreja bateu cinco badaladas.
Bateram cinco badaladas no sino da igreja.
Soaram dez badaladas no relógio da escola.

4) Sujeito oracional

Quando o sujeito é uma oração subordinada, o verbo da oração principal fica na 3ª pessoa do singular.

Ex.: Ainda falta/ dar os últimos retoques na pintura.

5) Concordância com o infinitivo

a) Infinitivo pessoal e sujeito expresso na oração:
- não se flexiona o infinitivo se o sujeito for representado por pronome pessoal oblíquo átono.

Ex.: Esperei-as chegar.

- é facultativa a flexão do infinitivo se o sujeito não for representado por pronome átono e se o verbo da oração determinada pelo infinitivo for causativo (mandar, deixar, fazer) ou sensitivo (ver, ouvir, sentir e sinônimos).

Ex.: Mandei sair os alunos./Mandei saírem os alunos.

- flexiona-se obrigatoriamente o infinitivo se o sujeito for diferente de pronome átono e determinante de verbo não causativo nem sensitivo.

Ex.: Esperei saírem todos.

b) Infinitivo pessoal e sujeito oculto
- não se flexiona o infinitivo precedido de preposição com valor de gerúndio.

Ex.: Passamos horas a comentar o filme.(comentando)

- é facultativa a flexão do infinitivo quando seu sujeito for idêntico ao da oração principal.

Ex.: Antes de (tu)responder, (tu) lerás o texto./Antes de (tu )responderes, (tu) lerás o texto.

- é facultativa a flexão do infinitivo que tem seu sujeito diferente do sujeito da oração principal e está indicado por algum termo do contexto.

Ex.: Ele nos deu o direito de contestar./Ele nos deu o direito de contestarmos.

- é obrigatória a flexão do infinitivo que tem seu sujeito diferente do sujeito da oração principal e não está indicado por nenhum termo no contexto.

Ex.: Não sei como saiu sem notarem o fato.

c) Quando o infinitivo pessoal está em uma locução verbal
- não se flexiona o infinitivo sendo este o verbo principal da locução verbal quando devida à ordem dos termos da oração sua ligação com o verbo auxiliar for nítida.

Ex.: Acabamos de fazer os exercícios.

- é facultativa a flexão do infinitivo sendo este o verbo principal da locução verbal, quando o verbo auxiliar estiver afastado ou oculto.

Ex.: Não devemos, depois de tantas provas de honestidade, duvidar e reclamar dela./
Não devemos, depois de tantas provas de honestidade, duvidarmos e reclamarmos dela.

6) Concordância com o verbo ser:

a- Quando, em predicados nominais, o sujeito for representado por um dos pronomes TUDO, NADA, ISTO, ISSO, AQUILO: o verbo ser ou parecer concordarão com o predicativo.

Ex.: Tudo são flores./Aquilo parecem ilusões.

b- O verbo ser concordará com o predicativo quando o sujeito for os pronomes interrogativos QUE ou QUEM.

Ex.: Que são gametas?/ Quem foram os escolhidos?

c- Em indicações de horas, datas, tempo, distância: a concordância será com a expressão numérica

Ex.: São nove horas./ É uma hora.

d- Quando o sujeito ou predicativo da oração for pronome pessoal, a concordância se dará com o pronome.

Ex.: Aqui o presidente sou eu.

e- Se o sujeito for pessoa, a concordância nunca se fará com o predicativo.

Ex.: O menino era as esperanças da família.

f- Nas locuções é pouco, é muito, é mais de, é menos de junto a especificações de preço, peso, quantidade, distância e etc, o verbo fica sempre no singular.

Ex.: Cento e cinqüenta é pouco./ Cem metros é muito.

g- Nas expressões do tipo ser preciso, ser necessário, ser bom o verbo e o adjetivo podem ficar invariáveis, (verbo na 3ª pessoa do singular e adjetivo no masculino singular) ou concordar com o sujeito posposto.

Ex.: É necessário aqueles materiais./ São necessários aqueles materiais.

h- Na expressão é que, usada como expletivo, se o sujeito da oração não aparecer entre o verbo ser e o que, ficará invariável.Se aparecer, o verbo concordará com o sujeito.

Ex.: Eles é que sempre chegam atrasados./ São eles que sempre chegam atrasados.

EXERCÍCIOS DE CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL - 01

1) (CONCORDÂNCIA VERBAL) Marque a alternativa cuja concordância verbal NÃO está de acordo com o padrão culto:

a) Antônio, falaram-me mal de você.
b) Haviam muitas moças no parque ontem.
c) Embaixo das pedras há muitos insetos.
d) Naquela hospedaria, come-se de dia e dorme-se à noite.



2) (CONCORDÂNCIA VERBAL) Marque o erro:

a) Compramos dez mil e quarenta folhas de papel novo.
b) Compramos oitocentos gramas de feijão.
c) Fizemos uma observação na página duzentos e um.
d) Você ainda reside na casa três?



3) (CONCORDÂNCIA VERBAL) Marque a alternativa em que a marcação de concordância verbal NÃO corresponda ao português padrão.

a) Vai fazer quatro horas que Roberto contempla a enseada.
b) Deram nove horas da manhã.
c) Deviam estar arregalados os olhos de Raí.
d) Não consta no texto de Machado os valores recebidos do pai.



4) (CONCORDÂNCIA VERBAL) Marque a alternativa incorreta.

a) "Descasavam bem próximo um do outro a matéria e o espírito." (A. Herculano)
b) Mulher não foi talhada para homens indefesos.
c) É necessário cautela com os pensamentos.
d) Para quem esta passagem é proibida?



5) (CONCORDÂNCIA VERBAL) A forma verbal errada:

a) Não ponde a mão em comida alheia
b) Não odieis o vosso pai
c) Não odeies o teu irmão
d) Não intervenhais neste caso



6) (CONCORDÂNCIA VERBAL) Marque a alternativa com erro:

a) Ele disse que deve haver muitos professores neste colégio
b) Hoje faz exatamente dez anos que tudo acabou
c) Durante a noite, ainda se ouviu, ao longe, alguns gritos
d) As brigas que houve naquele tempo feriram muita gente


8) "Envio-lhe ________ os mapas ainda em estudo e ________ explicações dadas pelo chefe e secretária ________."

a) anexo - bastantes - atenciosos
b) anexos - bastante - atenciosos
c) anexos - bastantes - atenciosas
d) anexos - bastantes - atenciosos



9) Marque a alternativa que, na sequência, completa corretamente as orações seguintes:

I - Isto _______ ninharias.
II - Nossa vida ________ tolices.
III - Vocês ________ meu prêmio.
IV - As cores amarela e negra ________ a marca do brasão.
V - Hoje ________ doze de janeiro.

a) são, eram, serão, eram, são
b) é, eram, serão, era, é
c) são, era, serão, era, são
d) é, eram, serão, eram, são



10) ________ você calcula o gasto ________ solicitei?

a) Quanto - em que lhe
b) Quanto - por que lhe
c) Em quanto - que lhe
d) Em quanto - de que o

1-b
2-a
3-d
4-b
5-a
6-c
8-d
9-a
10-c


EXERCÍCIOS DE CONCORDÂNCIA VERBAL - 02

1) (CONCORDÂNCIA VERBAL) Quanto à concordância verbal, marque a alternativa CORRETA.

a) Falharam a previsão e os cálculos obtidos na disputa de ontem.
b) Aluga-se cobertas para as noites mais geladas do ano.
c) Ao consultar o relógio, disse: '- Meu Deus, já é dez horas'.
d) Nunca houveram tantas idiotices na vila como agora.



3) (CONCORDÂNCIA VERBAL) Apenas uma das frases abaixo apresenta erro de concordância. marque-a.

a) Para obterem-se lucros são indidpensáveis sacrifícios.
b) Vai fazer seis anos que estamos aqui.
c) Por se tratarem de conteúdos já analisados, não voltarei a comentá-los.
d) Prevê-se que um grande número de permissões serão renovadas na Assembleia Municipal.



4) (CONCORDÂNCIA VERBAL) Marque a alternativa que apresenta erro de concordância do verbo SER:

a) Da VILA à CIDADE é uma hora e quarenta minutos.
b) Amanhã devem ser quinze de maio.
c) Isso são águas passadas.
d) Dois mais dois é quatro.



5) (CONCORDÂNCIA VERBAL) Marque a incorreta:

a) Esqueceu-me a solução.
b) Eu me esqueci da criança.
c) Eu esqueci da pasta.
d) Esqueceu-se a carteira.



6) (CONCORDÂNCIA VERBAL) Preencha as lacunas assinalando o que se pede, marcando a letra:

- Seguem _______ várias propostas.
- Ouvi histórias as mais mirabolantes _________.
- A criança estava ______ sonolenta.

a) anexas, possíveis, meio
b) anexas, possível, meio
c) anexo, possíveis, meia
d) anexo, possíveis, meio



7) (CONCORDÂNCIA VERBAL) A concordância é  injustificável:

a) Foi necessária toda a documentação pedida para a matrícula.
b) É bom ter muita cautela nesse caso
c) É necessário habilidade para resolver este problema
d) Na presente situação, é valido a justificativa trazida por ele



8) Estamos ________ apenas dois anos do ________ XXI e ainda não se ________ os preparativos para a grande festa.

a) há, séc., fizeram
b) à, seculo, fiseram
c) a, seculo, fiseram
d) a, século, fizeram



9) Marque a opção que completa corretamente os espaços da seguinte frase:

"O controle biológico de pragas ________" o texto faz referência, é certamente o mais eficiente e adequado recurso ________ os lavradores dispõem para proteger a lavoura sem prejudicar o solo."
a) do qual, com que.
b) de que, que.
c) a que, de que.
d) ao qual, cujos.



10) Há observância das normas de concordância verbal na frase:

a) Reconhece-se nos loucos e nos bêbados aqueles impulsos que fogem a qualquer tipo de mascaramento.
b) Vivemos assaltados por tensões, e não são sem razão que elas se associam às máscaras de que nos valemos.
c) Acabaram encontrando repercussões nos versos de Manuel Bandeira o desassombro libertário dos loucos e dos bêbados.
d) Entre os profissionais de quem mais se exige sistemático uso de máscaras está o responsável pelo atendimento do público.


1-a
3-c
4-d
5-c
7-d
8-d
9-c
10-d

 

ARTIGOS RELACIONADOS

**   EXERCÍCIOS ADJETIVOS COMPOSTOS
**   ADJETIVOS PÁTRIOS
**   GRAU DOS ADJETIVOS
**   O QUE É ADJETIVO
**   LOCUÇÃO ADJETIVA
**   ADJETIVOS COM A
**   ADJETIVOS COM O
**   ADJETIVOS COM I
**   OS ADJETIVOS
**   CRASE