Seu Concurso  - Site especializado em matérias para Concursos Públicos

                                                                                                   

    estão estudando no Site.              Agradecemos  pela visita.
 

                                                                                                                

  HOME   Provas Anteriores   -  Aulas  -  Interpretação de Textos  -  Exercícios de Português  -  Exercícios de Raciocínio Lógico  Biologia


VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO



 

 VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO
   

INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS COM GABARITO

             

VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS COM GABARITO




 Da ação dos justos


Em recente entrevista na TV, uma conhecida e combativa juíza brasileira citou esta frase de Disraeli*: “É preciso que os homens de bem tenham a audácia dos canalhas”. Para a juíza, o sentido da frase é atualíssimo: diz respeito à freqüente omissão das pessoas justas e honestas diante das manifestações de violência e de corrupção que se multiplicam em nossos dias e que, felizmente, têm chegado ao conhecimento público e vêm sendo investigadas e punidas. A frase propõe uma ética atuante, cujos valores se materializem em reação efetiva, em gestos de repúdio e medidas de combate à barbárie moral. Em outras palavras: que a desesperança e o silêncio não
tomem conta daqueles que pautam sua vida por princípios de dignidade. Como não concordar com a oportunidade da frase?
Normalmente, a indignação se reduz a conversas privadas, a comentários pessoais, não indo além de um mero discurso ético. Se não transpõe o limite da queixa, a indignação é impotente, e seu efeito é nenhum; mas se ela se converte em gesto público, objetivamente dirigido contra a arrogância acanalhada, alcança a dimensão da prática social e política, e gera conseqüências. A frase lembra-nos que não costuma haver qualquer hesitação entre aqueles que se decidem pela desonestidade e pelo egoísmo. Seus atos revelam iniciativa e astúcia, facilitadas pela total ausência de compromisso com o interesse público.
Realmente, a falta de escrúpulo aplaina o caminho de quem não confronta o justo e o injusto; por outro lado, muitas vezes faltam coragem e iniciativa aos homens que conhecem e mantêm viva a diferença entre um e outro. Pois que estes a deixem clara, e não abram mão de reagir contra quem a ignore.
A inação dos justos é tudo o que os contraventores e criminosos precisam para continuar operando. A cada vez que
se propagam frases como “Os políticos são todos iguais”, “Brasileiro é assim mesmo” ou “Este país não tem jeito”,
promove-se a resignação diante dos descalabros. Quem vê a barbárie como uma fatalidade torna-se, ainda que não o queira, seu cúmplice silencioso.

* Benjamin Disraeli, escritor e político britânico do século XIX.
(Aristides Villamar)

1. A frase de Disraeli, tal como é entendida e desenvolvida no texto, reporta-se à necessidade de que:

(A) os homens de bem e os canalhas se congracem na
mesma audácia.
(B) a intempestividade dos homens honestos supere a
dos desonestos.
(C) a ousadia dos bons cidadãos não fique atrás da dos
patifes.
(D) o atrevimento dos desclassificados coíba o dos
justos.
(E) os cidadãos honestos e os meliantes distingam entre
o bem e o mal.
_________________________________________________________
2. Atente para as seguintes afirmações:

I. Às escandalosas práticas dos canalhas deve corresponder
uma reação objetiva, que tenha envergadura
social e peso político.
II. Os homens de virtude não confrontam o que é justo
e o que é injusto porque sabem relativizar o valor
do bem e o do mal.
III. Do quarto parágrafo depreende-se que certas
frases do senso comum induzem à complacência
com as ações mais nefastas.

Em relação ao texto, está correto o que se afirma em:

(A) I e II, somente.
(B) I e III, somente.
(C) II e III, somente.
(D) III, somente.
(E) I, II e III.
_________________________________________________________
3. Considerando-se o contexto, as expressões:

(A) freqüente omissão e ética atuante referem-se a
distintas condutas, atinentes aos homens de bem.
(B) barbárie moral e princípios de dignidade são análogas,
e referem-se aos homens indignos.
(C) inação dos justos e freqüente omissão estabelecem
entre si a oposição que se verifica entre os justos e
os canalhas.
(D) dimensão da prática social e política e a arrogância
acanalhada representam, respectivamente, uma
causa e seu efeito.
(E) iniciativa e astúcia e cúmplice silencioso referem-se
aos contraventores e aos criminosos.
_________________________________________________________
4. Quem propaga frases como as citadas entre aspas no
último parágrafo parece admitir que:

(A) a resignação é vencida por uma ética atuante.
(B) a cumplicidade silenciosa é o mal maior.
(C) o discurso ético é o primeiro passo para a moralização.
(D) não se deve abrir mão de uma reação ética.
(E) os descalabros fazem parte da nossa natureza.

GABARITO:

1c 2b 3a 4e

Mais sobre Orações Interpretação de textos:

VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 01
VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 02
VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 03
VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 04
VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 05
VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 06
VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 07
VESTIBULAR INTERRPETAÇÃO COM GABARITO 08
VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 09
VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 10
VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 11
VESTIBULAR INTERPRETAÇÃO COM GABARITO 12
INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS PARA O ENEM 13
INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS PARA O ENEM 14
INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS PARA O ENEM 15
INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS PARA O ENEM 16
INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS PARA O ENEM 17
INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS PARA O VESTIBULAR 18
INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS PARA O VESTIBULAR 19

 

   
   


                                                                                                                                                                                                                                                                       FAÇA DEZENAS DE TESTES DE INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS PARA O VESTIBULAR    INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS PARA O VESTIBULAR                                  EXERCÍCIOS DE TEXTOS PARA O VESTIBULAR

 

Política de privacidade